Perfil do Eleitor Conectado é apresentado no Compolítica

O Congresso Compolítica chegou a sua oitava edição firmando-se como um dos principais eventos científicos que discutem métodos e resultados de pesquisa sobre o tema comunicação política no Brasil.

O evento bienal reúne pesquisadores, nacionais e internacionais, dos cursos vinculados à Ciência Política, Comunicação, Psicologia, Administração, Filosofia, Antropologia, Direito, entre outros para reforçar a importância da produção de pesquisas que relacionem a política e o espaço midiático, bem como os efeitos da mídia na opinião pública, no desenvolvimento de regimes democráticos, nos processos eleitorais e na promoção dos debates sobre questões comuns da sociedade.

Segundo os organizadores, o principal objetivo da Compolítica é institucionalizar a especialidade por meio de congressos bienais de pesquisadores nacionais e estrangeiros e projetos de cooperação entre grupos de pesquisa. A ideia é promover a interlocução entre os pesquisadores das mais diferentes orientações e fortalecer a divulgação de conhecimentos teórico-metodológicos e empíricos da área de Comunicação e Política.

Este ano, o Congresso foi realizado de 15 a 17 de maio de 2019 na Universidade de Brasília.

Tendo como tema Política e Comunicação Pós-Eleições no Brasil” o debate gerou em torno dos impactos do novo contexto político e o papel de novos e velhos atores nos rumos da democracia brasileira, as novas agendas de pesquisa na área de Comunicação e Política, entre outros temas.

Fonte: Organização Compolítica 2019

Pesquisa da escola Presença Online sobre o perfil do eleitor conectado  é debatido

No ano de 2018, as campanhas políticas brasileiras trilharam um caminho inédito na execução das ações de comunicação eleitoral: pela primeira vez, a legislação permitiu o patrocínio de anúncios sobre um candidato em mídia social.

Até então proibida, a propaganda paga na internet foi flexibilizada com a edição da Lei nº 13.488/2017, que alterou o art. 57-C da Lei das Eleições, permitindo a contratação de impulsionamento de conteúdos financiado pelos partidos políticos, coligações, candidatos e seus representantes3, ampliando sua visibilidade por parte dos usuários da rede.

Em um país como o Brasil, onde a internet é utilizada em 69% dos domicílios particulares com 98% por conexão banda larga, além de 97% deles fazerem uso de telefonia móvel para acesso de dados, compreende-se o interesse por parte de políticos e estrategistas de comunicação eleitoral nesse ecossistema, assim como suas buscas para conhecer esse eleitor conectado, presente nas redes sociais como o Facebook, que em 2018 chegou a 127 milhões de usuários ativos no país.

Esses são os principais argumentos de Maíra Moraes Vitorino,  pesquisadora da Universidade de Brasília e sócia da escola de marketing político Presença Online, ao submeter o artigo O eleitor conectado: Perfil e consumo de conteúdo nas eleições 2018 , aprovado pelo Comitê Científico do congresso em 2019.

Segundo Maíra, como pesquisadora há o interesse em compreender os movimentos sócio-culturais da sociedade brasileira, mas há também a busca na Presença Online para, além de compartilharmos conhecimentos, de mostrar que o que produzimos tem caráter de ciência, que temos essa preocupação e que investimos tempo e dinheiro na área de desenvolvimento e pesquisa.

Sobre a pesquisa O que o Eleitor Conectado quer

Realizada a cada dois anos, a pesquisa O QUE O ELEITOR CONECTADO QUER da Presença Online, teve sua primeira versão nas eleições de 2014. Desde então, a cada período eleitoral, a escola de marketing digital busca compreender a formação discursiva e simbólica dos eleitores brasileiros conectados.

Segundo Maíra, responsável técnica da pesquisa, “passados quatro anos, muita coisa mudou no uso de internet não apenas nas eleições, mas também nas estratégias de comunicação política e no próprio comportamento de consumo de conteúdo do eleitor. A pesquisa tem como objeto a produção de alguns indicadores que contribuem para compreensão não apenas do ambiente digital, mas de quem faz parte dele”.

Os resultados de todas as edições estão disponíveis para download neste link.

Avatar

Fernanda Camargos

Flipboard

Publicitária especializada em Marketing pela USP, atuou na gestão da comunicação digital de mais de 10 clientes dos mais diversos cargos eletivos. Atualmente trabalha com foco na área de análise de dados, construção de reputação digital e relacionamento com o eleitor.

leia mais

Mais artigos do autor:

Homem desenhando um celular para exemplificar a construção de canais próprios no marketing político Leia mais

17 de abril de 2019

Avatar

Em tempos de supervalorização das redes sociais é preciso compreender o papel e a importância dos canais próprios para as estratégias de marketing político.

Desenho de um homem carregando um cofre para representar campanhas de vereador que gastarão pouco dinheiro Leia mais

24 de maio de 2019

Avatar

Pensando em ser vereador nas próximas eleições? 2020 está aí e você tem que começar a trabalhar agora para alcançar seu objetivo gastando pouco. Saiba mais!

Artigos Relacionados:

foto da palestrante natália mendonça Leia mais

15 de maio de 2019

Maíra Moraes

Conheça Natália Mendonça, especialista em marketing político digital e uma das palastrantes do Seminário Campanha de Mulher, em Brasília.

imagem de um homem como um megafone para representar a mobilização política Leia mais

14 de maio de 2019

Fabricio Moser

Para as eleições de 2020, políticos e partidos deverão estabelecer desde já estratégias claras de mobilização para formação de suas próprias militâncias.