Saiba tudo sobre o impulsionamento de conteúdos eleitorais

O cenário da comunicação política vem passando por constantes mudanças e, as últimas vieram com a  minirreforma eleitoral de 2017. Dentre outras medidas, esta alteração na Lei das Eleições  permitiu o impulsionamento de conteúdos eleitorais na internet. Nas eleições de 2018, foram poucas as campanhas que souberam aproveitar as ferramentas de anúncios on-line para propagandas eleitorais.

gif animado de uma mulher utilizando um computador para ilustrar o impulsionamento de conteúdos eleitoraisMuitos não o fizeram por desconhecimento do potencial das ferramentas de publicidade on-line, outros por medo de infringir alguma regra deste novo espaço.

Para evitar que os candidatos das eleições de 2020 cometam os mesmos erros e não façam os investimentos necessários na comunicação digital, convidei a professora e consultora  Natália Mendonça, especialista em marketing político e anúncios on-line para responder as principais dúvidas sobre este assunto.

Quais problemas podem ser solucionados com o impulsionamento de conteúdos eleitorais?

A possibilidade de impulsionamento de conteúdos políticos durante o processo eleitoral deu uma nova dinâmica na comunicação política. Antes dela, os conteúdos ficavam restritos às bolhas ideológicas, contando apenas com a audiência orgânica, levando a propagação apenas aos já convertidos.

Agora, com estratégia, é possível furar essas bolhas, entregando conteúdos certos para os públicos certos, o que aumenta muito as chances de conversão e engajamento.

O grande diferencial dos impulsionamentos está no poder de segmentação oferecido pelas ferramentas de anúncios na internet, afirma Natália.

Além da segmentação, outro ponto importante que pode ser resolvido com esta prática é ampliação da área de cobertura da campanha, grande problema enfrentado por candidatos de estados com muitos municípios ou municípios com muitos bairros ou distritos.

Principais dúvidas sobre o impulsionamento de  conteúdos eleitorais

Durante alguns dias, recebi por meio dos meus canais digitais, perguntas sobre este tema para serem respondidas neste conteúdo que produzi juntamente com a Natália Mendonça. Preparamos uma série de vídeos curtos e objetivos que vão te ajudar a compreender as regras que regem os anúncios 0n-line durante o período eleitoral.

O vídeos estão organizados em uma playlist, para te ajudar a encontrar com facilidade todas as perguntas respondidas. Confira quais são elas:

  1. É permitido impulsionar conteúdos fora do período eleitoral?
  2. Anúncios on-line durante as eleições: o que não pode faltar?
  3. Prefeituras podem fazer impulsionamentos?
  4. Como impulsionar um vídeo no YouTube?
  5. Campanha de Fãs: vale a pena investir neste tipo de anúncio?
  6. Facebook ou Instagram: aonde anunciar?
  7. Qual tipo de anúncio tem os melhores resultados?

Confira agora a playlist:

Gostou? Se você quer receber dicas e novidades sobre marketing político, faça parte da minha lista de transmissão . Envie seu nome para o número (61) 99815-6161 e fique por dentro!

Marcelo Vitorino

Marcelo Vitorino

Flipboard

Professor na ESPM e consultor de comunicação e marketing digital, reúne experiência no marketing corporativo, eleitoral, institucional e político. Costumo enviar conteúdos de comunicação e marketing político por WhatsApp. Caso queira receber, basta adicionar o meu número (61) 99815-6161 na sua lista de contatos e me mandar uma primeira mensagem com seu nome.

leia mais

Mais artigos do autor:

análise partidos e redes sociais - professor marcelo vitorino Leia mais

29 de março de 2019

Marcelo Vitorino

Análise de presença digital de 14 partidos brasileiros sobre o uso de sites, Facebook, Youtube, Instagram e Twitter, por Marcelo Vitorino

Crivella discursa em carro de som durante campanha eleitoral para a prefeitura do Rio de Janeiro Leia mais

30 de abril de 2017

Marcelo Vitorino

O marketing político digital está evoluindo. Veja como Crivella usou a comunicação digital e as redes sociais para vencer a eleição do Rio de Janeiro.

Artigos Relacionados:

pessoas apertando as mãos para simbilizar as alianças frutos de coligações partidárias Leia mais

24 de outubro de 2019

Avatar

Para as eleições de 2020, estão vetadas as coligações partidárias para o cargo de vereador. Saiba como esta mudança afetará sua candidatura!

foto do professor marcelo vitorino com o texto: cidades pequenas quanto custa uma campanha de vereador Leia mais

16 de outubro de 2019

Marcelo Vitorino

Vai concorrer ao cargo de vereador e quer saber quanto custa fazer uma campanha? Preparamos uma média de valores para você começar a se preparar. Confira!