Como identificar uma crise durante a campanha eleitoral?

É um erro pensar que, durante o mandato ou, principalmente, na campanha eleitoral, um político, por mais bem esclarecido que seja, jamais será atingido por uma crise. Toda candidatura, não importa qual a bandeira trabalhada, está sujeita a problemas envolvendo a imagem do político, seja por uma fala indevida, um mal entendido ou um posicionamento que não condiz com a expectativa do seu eleitorado.

É comum as pessoas que estão próximas do candidato pensarem que todo problema é uma crise. Cabe, no entanto, saber diferenciar uma crise de verdade de um problema corriqueiro.

Muitas vezes, por não se tratar de uma verdadeira crise, o político pode acabar desgastando a sua imagem e perdendo tempo com uma situação simples e fácil de se resolver. Na campanha eleitoral, o tempo é curto e, se for mal administrado, pode acabar com as chances de vitória. Saber identificar um problema e como solucioná-lo é imprescindível para o aproveitamento do tempo e para o sucesso e um projeto político.

Abrangência da crise na campanha eleitoral: a quem ela atinge?

A primeira coisa é verificar a abrangência do problema. Somente uma pessoa está se queixando de uma situação ou ela envolve uma reclamação coletiva? Se o problema está para uma ou duas pessoas, basta conversar separadamente com cada uma delas e explicar o ocorrido.

Porém, se o problema for coletivo e tiver abrangência maior, com várias pessoas se queixando do mesmo problema, talvez seja necessária uma explicação pública, com um vídeo ou uma nota. Mas, atenção: jamais torne o problema maior do que ele realmente é.

Veracidade: observe se a crise realmente existe!

Numa campanha eleitoral, o bom aproveitamento do tempo determina o sucesso de uma campanha. Fique de olho e não invista o tempo que você poderia estar colocando em outra ação em um problema que sequer existiu. Antes de tentar gerenciar um problema, verifique a veracidade dele. Uma crise pode não existir. Políticos e candidatos podem ser atingidos por fake news e, muitas vezes, esses problemas são causados por adversários.

Não gaste energia com o que não é real. Antes de dar atenção a um problema, verifique se ele existe, de fato, ou é apenas uma invenção para tirar o foco do mandato ou da candidatura.

Solubilidade: toda crise tem solução durante a campanha eleitoral?

É verdade. Nem toda crise tem solução. Imagine que um candidato, durante sua campanha, passe em um bairro por dezenas de pessoas e deixe de cumprimentar um dos eleitores que estavam presentes naquele movimento. De repente, aquele eleitor que não foi cumprimentado grava um vídeo em tom depreciativo, falando que o candidato não o cumprimentou e não gosta de falar com as pessoas.

Se você pensar bem, esse problema não possui uma solução, pois seria uma péssima ideia voltar àquele bairro para pedir desculpas ao cidadão. O que cabe, neste caso, é uma contenção. O candidato pode convidar o eleitor para um café ou para uma reunião com lideranças e pessoas da comunidade.

Fique de olho no potencial de viralização da crise durante a campanha eleitoral

Muitas vezes, um político é exposto de maneira negativa nas redes sociais. Na maioria dos casos, isso vem de um usuário com poucos seguidores, o que gera poucos acessos à exposição do político. Esse tipo de situação não vale o desgaste e a atenção do político.

Se a exposição, por outro lado, tenha sido feita por um influenciador ou um formador de opinião na internet, há muito mais chances de viralizar.

Por isso, saber identificar o potencial de viralização é muito importante para que as decisões corretas sejam tomadas diante do problema.

Risco futuro: qual a ameaça futura da crise para campanha eleitoral?

É importante avaliar se o problema em questão pode acontecer novamente. Se o candidato, regularmente, não está vendo o problema em sua volta, cabe abrir os olhos enquanto a situação possui solução. Se o problema se repetir muitas vezes, ele poderá se tornar muito maior do que no início.

Todo problema que traz um risco futuro deve ser cortado na raiz, enquanto há esta opção.

Quer saber mais sobre crises e como gerenciá-las durante a campanha eleitoral?

O professor Marcelo Vitorino ensina, em seu canal do Youtube, como identificar e gerenciar uma crise política. Assista, aprenda e aplique! 😉 

 

Nataly Maier

Nataly Maier

Jornalista, pós-graduanda em Comunicação Governamental e Marketing Político pelo Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP), de Brasília. Possui experiência como analista de mídias sociais e assessora de imprensa em mandatos e campanhas nas esferas municipal e federal.

leia mais

Mais artigos do autor:

Os primeiros passos para a campanha de deputado Leia mais

25 de outubro de 2021

Nataly Maier

PRIMEIROS PASSOS PARA A CAMPANHA DE DEPUTADO. SAIBA COMO SE PREPARAR PARA SAIR NA FRENTE NAS ELEÇÕES DE 2022

Leia mais

08 de dezembro de 2021

Nataly Maier

Saiba o que há por trás de uma identidade visual para campanha eleitoral capaz de gerar impacto nos eleitores.

Artigos Relacionados:

foto de capa professor e consultor de marketing político marcelo vitorino como utilizar a internet em campanhas eleitorais - marketing politico - eleições 2022 Leia mais

08 de fevereiro de 2022

Marcelo Vitorino

Aprenda a utilizar a internet de forma correta e eficiente para impactar eleitores em campanhas eleitorais.

foto professor marcelo vitorino e os 5 pilares da comunicação de mandato Leia mais

04 de fevereiro de 2022

Marcelo Vitorino

Conheça os primeiros passos da comunicação de mandato para impactar os eleitores e se tornar referência na internet.