O processo de verificação de anunciantes de política no Facebook

Conteúdo atualizado em 06/08/2020

Do ponto de vista do marketing político digital, a maior novidade que a reforma eleitoral de 2017 trouxe a partir das eleições 2018 foi a possibilidade de realizar impulsionamento de conteúdos eleitorais em redes sociais e a compra de palavras para posicionamento de link patrocinados de políticos e candidatos nos buscadores. Em 2020 teremos a primeira eleição municipal com esta novidade e finalmente poderemos aplicar a estratégia de segmentação de conteúdos e impactar de forma mais eficiente eleitores que não necessariamente seguem ou acompanham seu candidato.

Na eleição de 2018 no Brasil a possibilidade do uso de impulsionamento de conteúdo eleitoral ainda era muito recente e poucos candidatos se prepararam para fazer um bom uso deste recurso durante suas campanhas e por outro lado tivemos muitos casos de uso irregular e ilegal dos impulsionamentos eleitorais.

Anúncios no Facebook e eleições 2020

Em meio a denúncias e investigações sobre o uso de suas ferramentas de anúncios para disseminar fake news e influenciar nas disputas eleitorais democráticas de países como Brasil, Estado Unidos, França e outros, o Facebook vem implementando uma série de novas políticas de uso de suas plataformas de anúncios para tentar evitar bloqueios judiciais e processos, trazendo mais transparência para a compra de impulsionamento sobre temas políticos e eleitorais. Estas medidas começaram a aparecer em 2016, após a rede se tornar o centro das atenções por causa de suspeitas de manipulação política pela rede durante o processo eleitoral americano e em 2020 traz mais mais novidades. Como a própria rede se posiciona:

Saber mais sobre quem é responsável pelo conteúdo e financiamento de anúncios que discutem candidatos políticos, autoridades eleitas e temas nacionais, como educação e imigração, é parte do esforço de integridade eleitoral do Facebook.

Categoria de anúncio especial no Facebook: política e eleições

Mas vamos para a parte mais pragmática. O que são essas medidas e como se enquadrar? Trago agora um passo a passo para você fazer a sua configuração completa para realizar anúncios marcados como “categoria de anúncio especial” sobre política e eleições no Facebook e Instagram.

O que sabemos até agora sobre a verificação de anunciantes brasileiros

Para começar é importante você saber que este enquadramento deve ser realizado por qualquer ser humano que desejar realizar anúncios sobre estes temas especiais, isso vale para pessoas físicas, candidatos, pré-candidatos, políticos em mandatos, partidos, Instituições, Governos, empresas, imprensa, etc. Cada um usando um rótulo adequado para sua finalidade, mais pra frente você vai entender sobre isso.

Outro ponto é que essas são regras específicas da política de uso do Facebook, não confunda com as obrigatoriedades da legislação eleitoral brasileira. Neste post do meu Instagram falei um pouco sobre isso tomando como exemplo pré-candidatos que estão fazendo impulsionamento durante o período de pré-campanha. O fato do Facebook implementar estes rótulo de anúncios especiais neste momento de pré-campanha NÃO quer dizer que está autorizando políticos a fazerem anúncios na pré-campanha. Candidatos ainda deverão se reportar à justiça caso sejam processados por campanha antecipada e/ou abuso de poder econômico, usando ou não esta marcação de anúncio especial.

Como fazer a verificação de anunciante de política no Facebook

O processo completo para uso de anúncios de categoria especial no Facebook tem 3 etapas e abaixo detalharei cada uma delas.

1. Verificação do perfil do gestor de anúncio

Todo anunciante deverá passar por um processo de verificação. Isso quer dizer que você vai ter que provar que é uma pessoa de verdade e não uma conta falsa.

Essa etapa é para verificação de pessoa física, ou seja, qualquer ser humano brasileiro que deseje criar, veicular, editar ou gerenciar anúncios de políticos precisa concluir esta etapa. Por exemplo: eu, Natália, tive que verificar o meu perfil pessoa física pois eu uso o meu Facebook para criar anúncios para meus clientes políticos. Então é uma verificação sua, não da página do seu cliente, nem da conta de anúncios. Você só precisa provar que existe de verdade, tem CPF e mora no Brasil.

Você só vai fazer esta etapa uma única vez e seus dados não serão públicos, fique tranquilo(a).

Vamos ao passo a passo desta etapa:

  1. Entre no endereço facebook.com/id, se precisar, confirme seu login e senha para acessar
  2. Selecione a opção de “iniciar a confirmação de identidade” e depois “veiculando anúncios sobre temas sociais, eleições ou política”
    Verificar perfil para fazer anúncios sobre política e eleições no Facebook
  3. Selecione o país Brasil e clique em começarComo verificar contas de anunciante político no Facebook
  4. Se você ainda não usa autenticação de dois fatores no seu perfil, será solicitado a habilitar esta opção. Isso vai garantir mais segurança para sua conta pessoal e evitar que seja hackeada ou sequestrada.
  5. Confirme o Brasil como seu local de residência. Aqui você vai precisar inserir seu CEP e pode ser necessário inserir um comprovante de residência. Se o Facebook avaliar, de acordo com seu histórico de geolocalização, que não tem informações suficientes para confirmar sua residência só com seu CEP ele vai solicitar que você indique um endereço físico e eles enviarão um código por carta, que vai chegar via Correios para você. Assim eles se certificarão que você é residente no país.
  6. Por último você deverá enviar foto do seu documento de identificação válido. Pode ser seu passaporte, CNH ou RG. Envie uma foto que dê uma boa leitura do seu documento, evite reflexos no documento, deixe todas as 4 bordas visíveis e use um fundo escuro (com contraste). Depois, quando solicitado insira o número do seu CPF. É importante que seu nome usado no perfil do Facebook seja compatível com o nome do documento apresentado.

Pronto, você cumpriu as etapas de verificação de pessoa física! Recomendo que faça esta primeira etapa do processo o mais rápido possível para evitar atrasos quando for precisar realizar os anúncios de campanha. O processo de aprovação pode levar até 48h e você pode acompanhar o andamento do processo ali na área de confirmação. Se houver algum erro na sua identificação, você será notificado. Fique de olho para refazer a etapa caso seja necessário.

Erro ao verificar contas de anunciante político no Facebook

2. Criação de rótulo para anúncios políticos e eleitorais

E agora? Acabou? Não! Depois que você tiver o seu perfil pessoa física aprovado e verificado pelo Facebook você vai para a etapa 2: criar o rótulo que será usado nos seus anúncios. Qualquer administrador da página que for verificado na etapa 1 pode realizar a etapa 2.

  1. Primeiro entre nas configurações da página que irá usar para fazer os anúncios. Depois entre no menu “Anúncios de temas sociais, eleições ou política”, como mostra a imagem abaixo:Como verificar perfil para fazer anúncios sobre política e eleições no Facebook
  2. Na seção “Onde você veiculará anúncios?” selecione o país Brasil
  3. Na seção “Criar rótulos” clique no botão azul para criar um novo rótulo e clique em avançar.
  4. Aqui nesta etapa teremos algumas opções diferentes. Você poderá optar pela opção de rótulo “pago por” ou então pelo rótulo “propaganda eleitoral”. O Facebook não indica qual será o rótulo ideal para você, mas eu indico! O rótulo de propaganda eleitoral só deve ser usado durante o período eleitoral e por candidatos. Em todas as outras ocasiões, utilize apenas o rótulo “pago por” para identificar publicamente quem está custeando aquele investimento em publicidade. Ou seja, se fará anúncios de político em mandato, utilize o rótulo “pago por”. Escolha a opção de acordo com as indicações acima e prossiga.
  5. Preencha todos os dados conforme solicitado. Saiba que estas informações serão públicas, então muita atenção ao preenchimento do cadastro. Você deve preencher os dados de quem pagará pelos anúncios. Se é um candidato usando rótulo de propaganda eleitoral, quem paga pelos anúncios é o CNPJ da campanha e seus dados desse CNPJ. Se é um político em mandato custeando seus anúncios do próprio bolso os dados devem ser as informações pessoais do político. Se for um partido, os dados do partido, e por aí vai.IMPORTANTE SOBRE OS DADOS DO RÓTULO:

    O número de telefone será verificado por ligação eletrônica com um código.

    Você também deverá incluir um site e o e-mail deve ser de domínio próprio (o mesmo do site). Não serão aceitos e-mails tipo @gmail.com, @hotmail.com, etc. Se por acaso você não tem um site nem um e-mail de domínio próprio, não poderá usar esses rótulo personalizados. O Facebook apresenta uma outra alternativa para estes casos porém este é um tema para outra publicação.

    E-mail próprio para fazer anúncios políticos no facebook

  6. Prossiga com as etapas de verificação até finalizar a análise do rótulo. O rótulo pode levar até 72h para ser aprovado e a próxima etapa só poderá ser feita após o rótulo confirmado pela plataforma.

 

3. Vinculação com a conta de anúncios que será usada para fazer as campanhas

É nesta terceira etapa que você vai selecionar qual conta de anúncio você vai usar para anúncios eleitorais ou políticos dessa página.

  1.  Dentro da aba “Anúncios de temas sociais, eleições ou política” role a tela até embaixo e verá a seção “Gerenciar seus rótulos”
  2. Selecione o seu rótulo aprovado da etapa anterior e clique em “Vincular conta de anúncios”
    Como vincular conta de anúncios política e eleições facebook
  3. Nesta etapa de autorização você deve vincular qual ou quais conta(s) de anúncio(s) você quer que o rótulo seja usado. Aparecerá uma lista com todas as contas de anúncios que você tem acesso, cuidado ao selecionar quais você deseja vincular aquele rótulo. Se você deseja criar uma conta de anúncios nova para uso durante a campanha eleitoral por exemplo, faça isso direto pelo seu Business Manager antes de realizar esta etapa.
  4. Após a seleção, prossiga, revise e salve.

 

4. Marcando a opção de categoria de anúncio especial: política e eleições

Agora você completou todas as etapas necessárias para realizar a marcação de categoria de anúncio especial e veicular campanhas que tenham cunho político e eleitoral. Para fazer isso, basta ativar essa marcação no nível de campanha.

Como usar categoria de anúncios especiais facebook política e eleições

E pronto! Ao marcar esta opção, seus anúncios daquela campanha serão veiculados com o rótulo que você escolheu e personalizou e não terá problemas com aprovação de seus anúncios pelo Facebook.

 

E quem não fizer esse processo de verificação e rótulo de anúncios políticos no Facebook?

Se você não fizer esse processo de verificação e vínculo do rótulo adequado para seu uso, seus anúncios podem não ser aprovados ou podem ser pausados mesmo após aprovação se o algoritmo identificar que se trata de um anúncio sobre política ou eleição. Neste caso, você deverá terminar de cumprir os requisitos para voltar a anunciar.

Aqui vale um grande alerta: todos os anunciantes de política são requeridos a passar por esse processo de verificação do próprio Facebook, mas cabe a você, como anunciante, cumprir as leis e os regulamentos eleitorais.  Entenda que são duas coisas diferentes: (1) a inserção e verificação de informações solicitadas pelo Facebook e (2) a lei que dispõe sobre a propaganda eleitoral na internet. Portanto, essas validações dentro da rede não anulam as obrigações das nossas leis eleitorais.

Onde conseguir suporte para políticos e candidatos no Facebook

O Facebook disponibilizou um canal exclusivo para governo, política e defesa de interesses sociais, chamado de GPA. Neste canal você encontrará as principais informações sobre tema e toda a base de informações que usei para escrever este artigo.

Ainda dentro deste link mencionado acima você vai encontrar uma área de suporte em que poderá abrir chamados diretamente com a área responsável por política no Facebook Brasil e ter um atendimento direcionado para estas questões. Acesse aqui o link de suporte para políticos e candidatos no Facebook.

Agora mãos à obra

Se você vai trabalhar com marketing político digital nas eleições este ano, não perca tempo! Faça sua verificação pessoal o mais rápido possível e prepare as páginas que você administra para evitar qualquer tipo de problema ou suspensão dos seus anúncios durante o período eleitoral. Quem trabalha com campanhas políticas sabe o quanto custa cada dia perdido pela comunicação.

Em alguns dias lançarei uma aula dentro do Guia do Marketing Político mostrando todos os detalhes sobre esse processo aqui descrito e os alunos poderão ver passo a passo, tela a tela como eu faço essas verificações e rótulos para meus clientes políticos. Além disso, dou suporte para os nossos assinantes lá no nosso grupo de WhatsApp, fique de olho. Se não quer perder este lançamento, assine agora!

Até o final do período eleitoral eu farei as edições necessárias para deixar este conteúdo atualizado. Soube de algo que pode ajudar? Comente aqui. Conhece alguém que precisa saber desse processo? Compartilhe o link 🙂

Natália Mateus Mendonça

Natália Mendonça

Flipboard

Natália Mateus Mendonça Publicitária especializada em Comunicação Digital, Sócia Fundadora das empresas Presença Online e Vitorino & Mendonça. Escreve para o blog Marketing Político Hoje com foco em temas de redes sociais, anúncios, monitoramento e métricas em canais digitais.

leia mais

Mais artigos do autor:

Como escolher ferramenta de doação eleitoral Leia mais

24 de junho de 2020

Natália Mateus Mendonça

Quer começar a arrecadar recursos para sua campanha política e não sabe por onde começar? Comece escolhendo a ferramenta de doação eleitoral. Saiba como!

Leia mais

13 de maio de 2019

Natália Mateus Mendonça

Grande parte da população usa o WhatsApp para se comunicar e receber informações. Veja a importância das listas de transmissão para a comunicação pollítica!

Artigos Relacionados:

Leia mais

16 de julho de 2020

Alfredo Freitas

A Lei garante a participação de todos na política, mas as mulheres continuam sendo minoria. O que muda com o fim das coligações proporcionais?

Como fiscalizar a distribuição dos 30% do Fundo Eleitoral para campanhas femininas? Leia mais

13 de julho de 2020

Tainã Gomes de Matos

Neste artigo, pretendo responder a pergunta: como fiscalizar a distribuição dos 30% do Fundo Eleitoral para campanhas femininas e sugerir ações propositivas