Pesquisa de afinidade no Facebook é publicada no Journal of Technology, Communication, and Cognitive Science

Utilizar dados de redes sociais como o Facebook para pesquisa tem sido uma prática cada vez mais frequente entre os pesquisadores de diversas áreas.  A metodologia “Pesquisa de afinidade de públicos” a partir de dados comerciais oferecidos pelo Facebook, por exemplo, tem sido o ponto de partida para o mapeamento de públicos de interesse de eleitores durante ações de planejamento de campanha e comunicação política.

A metodologia foi utilizada pela primeira vez por Marcelo Vitorino e Natália Mendonça durante o período pré-eleitoral de 2016 para entender, com base em comportamentos de consumo dos usuários do Facebook, com quais grupos certos candidatos teriam mais alinhamento para assim, construir discursos e práticas de planejamento de comunicação.

Os resultados obtidos pela metodologia e sua sistematização com base em critérios científicos despertou o interesse de estudiosos de diversas áreas e publicado na última edição do periódico científico Brazilian Journal of Technology, Communication, and Cognitive Science.

Congressos e publicações buscam ampliar o acesso ao conhecimento

A apresentação da metodologia de “Pesquisa de afinidade de públicos” em Congressos nacionais e internacionais, além da publicação de artigos em revistas científicas tem como objetivo ampliar o acesso ao conhecimento produzido pela Presença Online, escola da marketing e comunicação política.

apresentacao de maira moraes

Maíra Moraes, pesquisadora da Universidade de Brasília e diretora da Presença Online

Para Maíra Moraes, diretora de relacionamento da Presença Online, escola de marketing e comunicação política,

“a Presença Online é uma constante produtora de pesquisa e conteúdo. Ao mesmo tempo produzimos ciência e validamos tanto no mercado quanto na área acadêmica. É um processo que garante a qualidade de nossos cursos e o alto índice de aprovação por parte dos nossos alunos”.

No artigo “Materialidade de práticas de vigilância: como suas curtidas no Facebook constroem um candidato político”, Maíra apresenta a metodologia para uso dos dados de usuários do Facebook e como ela foi utilizada para pautar as estratégias de comunicação durante a pré-campanha das eleições municipais em 2016, sendo também utilizada no pleito de 2018 no Brasil.

O texto foi selecionado e publicado na Edição Especial da Brazilian Journal of Technology, Communication, and Cognitive Science, vinculada ao grupo de pesquisa Tecnologia, Comunicação e Ciência Cognitiva (Tecccog).

A edição buscou reunir reflexões teóricas e práticas de aplicações, nacionais e internacionais, que envolvam os domínios da Comunicação, dos Algoritmos e da Cognição.

Segundo Prof. Dr. Alan Angeluci, editor convidado,

“foram reunidos 10 textos de autores nacionais e internacionais que versam sobre a ciência cognitiva, comportamento, consumo e privacidade nas novas mídias, algoritmos e suas influências no campo do marketing e da política, bem como críticas às tecnologias de interfaces”.

O estudo Materialidade de práticas de vigilância: como suas curtidas no Facebook constroem um candidato político, publicado na Brazilian Journal of Technology, Communication, and Cognitive Science pode ser lido neste link.

Em breve, a pesquisa será tema de um curso na Presença Online.

Leia também no Além da Mídia Social

Usando o Facebook para pesquisas de afinidade de públicos

Avatar

Fernanda Camargos

Flipboard

Publicitária especializada em Marketing pela USP, atuou na gestão da comunicação digital de mais de 10 clientes dos mais diversos cargos eletivos. Atualmente trabalha com foco na área de análise de dados, construção de reputação digital e relacionamento com o eleitor.

leia mais

Mais artigos do autor:

umagem do advogado eleitoral gustavo kanffer com o texto: quando começa a pré-campanha Leia mais

06 de novembro de 2019

Avatar

Com apenas 45 dias de campanha, é preciso aproveitar o período da pré-campanha para trabalhar sua reputação. Mas quando ela começa? Descubra agora!

pessoas apertando as mãos para simbilizar as alianças frutos de coligações partidárias Leia mais

24 de outubro de 2019

Avatar

Para as eleições de 2020, estão vetadas as coligações partidárias para o cargo de vereador. Saiba como esta mudança afetará sua candidatura!

Artigos Relacionados:

Logos da rede social LinkedIn Leia mais

23 de setembro de 2019

Avatar

A comunicação política no LinkedIn ainda é pouco explorada no Brasil. A rede pode ser uma ótima ferramenta para políticos e administrações públicas.

Leia mais

18 de setembro de 2019

Tainã Gomes de Matos

Conteúdos políticos, inclusive as emendas parlamentares, precisam de "traduções" para garantir que a mensagem faça sentido para o eleitor. Saiba mais!