5 dicas sobre anúncios on-line para políticos e campanhas eleitorais

O texto de hoje está repleto de saudosismo, me peguei pensando naqueles dias que não voltam mais. Se lembra de quando nossas publicações no Facebook tinham ótimos resultados sem investirmos nenhum centavo em anúncios on-line? Bastava um bom conteúdo e voilá, enxurrada de engajamento! Quanta saudade…

Sentimentalismos à parte, hoje a política de distribuição de conteúdos do Facebook é como aquele ditado: não existe almoço grátis e a degustação acabou.

ícone do facebook para representar os anúncios on-line

Então, sabendo disso, um trabalho de comunicação política que não conta com um planejamento de anúncios on-line está remando contra a maré e reduzindo drasticamente suas chances de sucesso.  Quer entender um pouco mais sobre isso? Então vamos lá!

Ferramentas de anúncios on-line

Em primeiro lugar é preciso ampliar seus horizontes e se lembrar de que existe vida digital além do Facebook. E publicidade on-line também! 

O Google AdWords [Google Ads] é um bom exemplo de ferramenta fundamental para estratégias de tráfego bem construídas. O Google te oferece uma grande variedade de modalidades e formatos de anúncios que vão bem além da rede de pesquisa que você já conhece. O YouTube por exemplo, é também através desta ferramenta que você cria anúncios para o YouTube, que nada mais é do que a segunda maior ferramenta de busca do mundo. Vale estudar este modelo de anúncio também, não é?

Outra rede para entrar no seu plano de mídia: o Instagram. Apesar de pertencer ao mesmo dono do Facebook e compartilhar com ele a plataforma de anúncios, a rede merece atenção especial aos formatos e tamanhos. Além disso, anúncios para o Instagram merecem um estudo quanto a estética adotada e estilos de publicação. Aqui não cabem imagens cheias de textos ou splashs tipo promoção de supermercado. Fique de olho nisso!

Por último não poderia deixar de listar o Facebook que, apesar de não ser a única ferramenta de anúncio on-line, é de longe a mais intuitiva para quem não tem grande familiaridade com  tema. Mas cuidado, ao escolher o caminho mais fácil você corre o risco de jogar seu dinheiro fora e eu explico o porque.

Um dica de ouro: a maior efetividade dos impulsionamentos feitos no Facebook acontece quando o anúncio conta com um bom trabalho de segmentação. Ao triar o público e “pinçar” aqueles que podem ser, de fato, seus eleitores e simpatizantes, você otimiza os investimentos, entrega a mensagem para o receptor correto e tem mais chance de acertar.

Veja o vídeo em que o professor e consultor Marcelo Vitorino aborda este tema:

Anúncios on-line em campanhas políticas

Desde as eleições de 2018 a legislação eleitoral permite o impulsionamento de publicações de conteúdos com cunho político e eleitoral. Mas fique de olho, existem algumas restrições que quando não respeitadas, podem gerar dores de cabeça para sua campanha.

Uma das exigências que um anúncio deve cumprir, quando no período eleitoral, é conter obrigatoriamente a sinalização de propaganda eleitoral e o CNPJ/CPF do pagador.

Conheça a cartilha elaborada pelo TSE criada em 2018 para orientar melhor os candidatos e fique por dentro do que pode e o que não pode ser feito.

imagem da cartilha sobre propaganda eleitoral do TSE que trata sobre anúncios on-line

Dicas para otimizar seus anúncios políticos e eleitorais

São muitas as ferramentas e peculiaridades, por isso é impossível existir uma receita de bolo para ter ótimos resultados em suas campanhas. Porém, alguns passos são primordiais para a criação de um anúncio otimizado. Conheça alguns deles:

1. Segmente sempre!

Sempre escolha o caminho da segmentação, isso representa entregar a mensagem certa para a pessoa certa. Escolher atalhos, ou seja, ter preguiça na hora de criar anúncios pode custar caro e comprometer seus resultados e métricas.

2. Estude as ferramentas

Não é simples criar um anúncio on-line, principalmente quando você não conhece determinada ferramenta. Além de jogar seus investimentos no ralo, você pode ter problemas com anúncios em páginas suspeitas ou com temáticas opostas as pautas do seu cliente/assessorado. Já imaginou?

3. No Facebook, respeite os 20% de texto

Caso seu anúncio seja no Facebook ou Instagram, respeite o percentual de texto sobre a imagem ou vídeo. Exceder este limite pode comprometer a exibição do seu conteúdo e aumentar o custo da sua campanha. Utilize a ferramenta Facebook Text Overlay para checar se está tudo ok com sua imagem antes de subir em seu anúncio.

4. Acompanhe diariamente sua campanha de anúncios on-line

Essa dica pode parecer óbvia, mas é uma das mais importantes. O acompanhamento diário permite que você faça readequações de verba, municie seu cliente de informações, prepare campanhas alternativas e por fim, mas não menos importante, acompanhe os gastos. Um erro sem reparação rápida pode consumir seus recursos e não te entregar resultados!

5. Atualize-se!

Quase que semanalmente as plataformas passam por melhorias e atualizações, mudando e acrescentando funcionalidades e layouts, o que pode te pegar de surpresa quando precisar anunciar novamente. Fique sempre de olho e acompanhe blogs e fóruns sobre o tema para não ser o último a saber das novidades. Quem sabe mais sai na frente.

Quer aprender mais sobre estratégias de anúncios on-line para comunicação política?

Se você trabalha com comunicação política e precisa posicionar melhor seu cliente ou assessorado na internet, você está no caminho certo procurando aprender mais sobre anúncios. Se tiver interesse em se aprofundar no tema, dia 03 de agosto darei uma aula sobre isso como parte do MasterClass de Comunicação Política, na ESPM em São Paulo.

No curso Estratégias de anúncios on-line para comunicação política, você aprenderá a:

  • Elaborar um plano de mídia com foco em comunicação política
  • Tomar decisão sobre os melhores métodos de exposição de mídia para cada objetivo
  • Avaliar, aprovar e reprovar com segurança as estratégias de uso de anúncios
  • Otimizar orçamento de publicidade para melhor uso e aplicação de acordo com seus objetivos
  • Vislumbrar as possibilidades que cada uma das plataformas oferece para criação de anúncios e segmentação de públicos
  • Escolher a plataforma ideal para anunciar para cada um de seus objetivos de comunicação
  • Mensurar resultados da publicidade que sejam pertinentes à comunicação política

Não perca a oportunidade de aprender os fundamentos, estratégias e as ferramentas de publicidade on-line que podem ser empregadas para a comunicação política, ampliando a visibilidade dos projetos e o diálogo com os cidadãos.

Aprenda tudo sobre anúncios on-line e saia na frente!

 

Natália Mateus Mendonça

Natália Mateus Mendonça

Flipboard

Natália Mateus Mendonça Publicitária especializada em Comunicação Digital, Sócia Fundadora das empresas Presença Online e Vitorino & Mendonça. Escreve para o blog Marketing Político Hoje com foco em temas de redes sociais, anúncios, monitoramento e métricas em canais digitais.

leia mais

Mais artigos do autor:

Imagem de uma tecla estampada om um foguete para representar a importância das técnicas de SEO para o marketing político Leia mais

22 de abril de 2019

Natália Mateus Mendonça

Trabalha com marketing político? Conheça algumas técnicas de SEO, otimize seus conteúdos e faça seus clientes alcançarem a primeira página do Google!

marketing-digital Leia mais

04 de agosto de 2014

Natália Mateus Mendonça

O especialista em comunicação política Marcelo Puppi fala sobre o papel da internet na campanha: impactos, futuro e efeitos nas eleições.

Artigos Relacionados:

Ideias para aumentar engajamento em posts de políticos nas redes sociais Leia mais

04 de julho de 2019

Natália Mateus Mendonça

Veja as ideias e dicas de como tornar os posts de políticos mais interessantes para o eleitor conectado e aumentar o engajamento nas redes dos eleitos!

texto com 5 dicas para fazer anúncios online para políticos e campanhas eleitorais Leia mais

03 de julho de 2019

Natália Mateus Mendonça

Anúncios on-line foram as grandes novidades das últimas eleições e, com certeza, serão um diferencial para as campanhas eleitorais de 2020. Saiba mais!