O que há por trás do TikTok: os segredos do algoritmo que vicia usuários

É provável que você, assim como eu, já tenha se perguntado qual o segredo do sucesso e o que há por trás do TikTok, que tem crescido e conquistado cada vez mais usuários em todo o mundo. Se você já teve a oportunidade de navegar na rede, é provável que também tenha se perguntado como é possível perder tanto tempo naquele feed infinito, que parece “roubar” toda a sua atenção. Bom, existe uma explicação muito simples para isso: o algoritmo por trás do TikTok, que faz o usuário ficar literalmente viciado na plataforma.

E não, essa não é uma suposição! Um documento interno do TikTok, elaborado pela equipe de engenharia do aplicativo, foi publicado nesta semana pelo The New York Times, com informações reveladoras sobre como a rede foi de fato construída para prender a atenção do internauta. Nesse artigo, eu vou te contar como o algoritmo do TikTok funciona, como é feita a classificação de relevância dos conteúdos e o que podemos aprender com isso.

O segredo do sucesso

O TikTok surgiu em 2016, mas o seu maior pico de crescimento aconteceu de 2020 para 2021. Muitas pessoas atribuíram esse crescimento ao formato da rede e à pandemia. Mas a verdade é que outras plataformas de vídeo com recursos semelhantes nunca conseguiram atingir o sucesso do TikTok e isso nos faz questionar, mais uma vez, o que há por trás da rede.

Em primeiro lugar, é preciso considerar que o TikTok é uma rede muito mais de entretenimento do que de conexão/relacionamento. Além disso, o TikTok permite a criação de conteúdos de maneira muito mais simplificada do que outras plataformas, entregando aos usuários memes e músicas de fundo para as famosas dancinhas, em vez de fazê-los criar algo do zero.

Outra coisa que chama muito a atenção de quem usa o TikTok é o direcionamento de conteúdos de acordo com suas preferências e isso, claro, deve-se ao aprendizado de máquina e a outros fatores que você vai saber a seguir.

Natureza humana + Aprendizado de máquina + Dados

Se eu pudesse resumir o segredo do sucesso do TikTok em uma fórmula, diria que ele está diretamente relacionado com esses três elementos acima: natureza humana, aprendizado de máquina e dados. Primeiro vamos falar da natureza humana…

O documento divulgado pelo Times, intitulado “TikTok Algo 101”, mostra detalhadamente como a ByteDance, desenvolvedora da plataforma, e o algoritmo do TikTok levam em consideração aspectos da natureza humana, como a tendência ao tédio e a sensibilidade para assuntos culturais para manter o internauta conectado o máximo de tempo possível na rede. Para isso, eles usam uma estratégia de não entregar diretamente o que o usuário quer, para não levá-lo ao tédio. Mas sim de mesclar o seu interesse com conteúdos diversos de entretenimento e culturais, que fazem com que seja muito difícil deixar a plataforma, pois o feed infinito de vídeo consegue facilmente prender a atenção do usuário, que visualiza o tempo todo novas publicações, mesmo que não siga diretamente muitos perfis.

Outro componente fundamental para o sucesso do TikTok é a tecnologia de aprendizado de máquina. A cada vídeo que o usuário assiste, o algoritmo obtém informações sobre ele e consegue detectar seus gostos, preferências musicais, tipos de conteúdos que mais o atrai e até se a pessoa está animada ou deprimida.

A outra ponta do tripé está intimamente ligada ao aprendizado de máquina. O algoritmo do TikTok capta milhares de dados e faz o cruzamento de várias métricas para definir o que é relevante para o internauta. Quanto mais você assiste a um vídeo de um determinado usuário, ele entende que há um valor cultural ali. Quando você assiste vídeos de diferentes criadores, mas com a mesma temática, ele entende que aquele assunto é mais relevante para você. E assim o TikTok cria uma rede que faz o usuário ficar cada vez mais conectado.

O objetivo do TikTok: Usuários viciados

Uma coisa que o documento divulgado pelo New York Times deixa muito claro é que existe um objetivo concreto dos desenvolvedores do TikTok de tornar a plataforma realmente viciante e de adicionar usuários ativos diariamente.

Para isso, eles apostam em duas métricas principais: retenção e tempo gasto, assim eles conseguem identificar quais são os conteúdos que mais mantém os usuários na plataforma e dão mais relevância a ele. Como a produção de conteúdos do TikTok geralmente se baseia em tendências e na reprodução de efeitos, sons, filtros e reações, cria-se um loop onde os vídeos mais viciantes são os mais exibidos e consequentemente mais replicados por outros internautas.

A relevância no TikTok

A primeira coisa que podemos aprender com tudo isso, é que o TikTok veio para ficar. Sendo assim, ele é um canal digital que requer atenção dos profissionais de comunicação. Toda essa revelação sobre o algoritmo do aplicativo nos mostra como podemos ser mais relevantes e fazer com que a nossa mensagem seja direcionada ao nosso público alvo.  Dialogar com o público alvo é fundamental para ter sucesso em uma estratégia de comunicação, foi assim que usei o TikTok para reduzir a rejeição de um candidato que beirava os 70%.

O TikTok tem quatro valores básicos para classificar a relevância do que é veiculado na rede: o valor do usuário, o valor do usuário a longo prazo, o valor do criador e o valor da plataforma. Ou seja, o foco da plataforma está muito mais no usuário do que no criador especificamente. Além disso, o algoritmo da rede leva em consideração fatores como curtidas, comentários, legendas, sons e hashtags para determinar a relevância de algo.

O que podemos aprender com isso

Diante de tudo isso, imagino que você esteja se perguntando como fazer para ser relevante no TikTok e o que eu posso te responder é que a resposta está na própria plataforma. Para encontrá-la, você terá que sucumbir ao feed de vídeos infinitos e se permitir perder algum tempo observando as tendências que mais circulam na rede.

Observe os detalhes das publicações que mais aparecem para você: músicas, tags, efeitos e tendências e adapte-as ao seu conteúdo/cliente. Recentemente, escrevi um artigo sobre o que é tendência no TikTok para políticos e bons cases nacionais e internacionais.

Mais do que tudo isso, a principal lição que o TikTok nos deixa é que precisamos conhecer o nosso público mais profundamente, aprender seus gostos e preferências para então produzirmos conteúdos que sejam de fato relevantes para eles.

Claudia Guimarães

Cláudia Guimarães

Jornalista formada pela Universidade Federal da Bahia, pós-graduanda em Comunicação Governamental e Marketing Político pelo Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP), especializada em marketing digital, político e eleitoral. Atua em campanhas políticas desde 2015, com foco em estratégias digitais.

leia mais

Mais artigos do autor:

Leia mais

03 de fevereiro de 2022

Claudia Guimarães

Números apontam mudança no perfil dos usuários do TikTok, o que mostra tendência a uso da plataforma nas eleições. Saiba mais

O TikTok como ferramenta de redução de rejeição Leia mais

03 de setembro de 2021

Claudia Guimarães

Um artigo sobre como usei o Tik Tok como estratégia de redução de rejeição na comunicação política em uma campanha eleitoral em 2020. Leia o artigo completo

Artigos Relacionados:

conheça os melhores cursos de marketing político para candidatos Leia mais

20 de maio de 2022

Nataly Maier

Conheça os melhores cursos de marketing político para candidatos e prepare-se para os desafios eleitorais.

live-3-lados-impulsionamento-eleitoral-estratégia-marketing-politico-marcelo-vitorino-natalia-mendonça-gustavo-kanffer Leia mais

18 de fevereiro de 2022

Marcelo Vitorino

O impulsionamento eleitoral tem que ter 3 lados bem afiados e afinados entre si: técnico, jurídico e estratégico. Conheça-os!