Quanto custa uma campanha de vereador?

Agora que você decidiu se candidatar, precisa começar a se preocupar com uma série de coisas, inclusive com o orçamento de sua campanha de vereador. A crescente onda de renovação que tomou conta do país prega que campanhas eleitorais “de verdade” não precisam de verbas e sim de bons argumentos. Mas como entregar esses argumentos aos eleitores sem considerar os custos mínimos de uma campanha política para vereador?

Se você acredita que é possível fazer uma campanha eleitoral sem gastar NADA, esse texto não é para você, mas se quiser saber como fazer uma campanha eficiente gastando pouco, tenho algumas dicas!

Campanhas eleitorais com baixos orçamentos precisam de:

  • Trabalho antecipado de construção de reputação
  • Compreensão de quem é o eleitorado
  • Ações de mobilização
  • Mensagem única consistente

Teto de gastos de uma campanha de vereador

gif animado representando o teto de gastos para eleição de vereadorAntes de mais nada, você deve estar atento ao teto de gastos, que é o máximo de recursos que você poderá investir em sua campanha. Por exemplo, em São Paulo, um candidato a vereador pode investir pouco mais de R$ 3 milhões. Para cidades com até 10 mil eleitores, o teto será de R$ 10,800,00.

A tabela com o teto de gastos será divulgada em 2020 pelo TSE, mas deve obedecer a mesma que vigorou em 2016, acrescida de correção monetária.

Agora que você já sabe o máximo que poderá gastar, vamos aos gastos básicos de uma campanha para vereador.

Gastos de campanha de vereador para cidades pequenas

Levando em conta o fato de que 70% dos municípios brasileiros tem entre 10 e 20 mil habitantes, separei um conteúdo para campanhas de cidades deste porte e que tenham o teto de gastos fixados em R$ 10.800,00.

Geralmente, municípios nesta faixa populacional têm uma configuração mais horizontal, ou seja, quase não tem prédios e boa parte possui grandes áreas rurais, o que evidencia a importância de um trabalho porta a porta, utilizando a internet como um facilitador dessas ações. Ela deverá ser usada para cadastrar possíveis eleitores adequadamente, informá-los de conteúdos da candidatura, desmentir eventuais boatos que coloquem a candidatura em risco e mobilizar as pessoas para votar.

Para fazer esse trabalho você vai precisar da ajuda de alguém que conheça um pouco mais da internet e das ferramentas digitais. Caso opte por fazer tudo sozinho, recomendo que comece a estudar marketing político digital agora.

Lista de gastos básicos de uma campanha de vereador

Contratação de profissionais para sua campanha eleitoral

Para gerenciar seus canais na internet, você pode buscar alguém de sua família ou círculo de amizades e contar com um trabalho voluntário, caso contrário, será preciso contratar um profissional, que pode ser um estudante que já use bem a internet, e matriculá-lo em um curso online de marketing político. Creio que algo entre R$ 500,00 e R$ 1.500,00 reais de remuneração será suficiente para pagar esse profissional, durante os 45 dias.

Outro gasto que você terá será a contratação de um profissional de design para cuidar da produção de seus materiais gráficos. Geralmente os partidos oferecem pequenas quantidades de material impresso para candidatos. Cabe a eles, se possível, cobrir os gastos com identidade visual. A contratação de um profissional regional para desenvolver as artes que irão para a gráfica variam entre R$ 250,00 e R$ 1.000,00. 

Impulsionamento de conteúdos eleitorais durante a campanha de vereador

Você também deve computar os gastos que terá com anúncios em redes sociais. Geralmente, em cidades pequenas, o impulsionamento é mais barato do que nas cidades maiores.

Para você ter uma ideia, fiz um teste simulando o investimento de R$ 100,00 em anúncios no Facebook e Instagram para uma cidade com 6 mil habitantes conectados ao Facebook durante uma semana, e a média do público  impactado ficaria entre 500 e 1500 pessoas. Essa variação do número de pessoas impactadas acontece de acordo com a qualidade do conteúdo impulsionado, mas este número já pode servir como um norte para você começar. 

Tenha em mente que os anúncios são utilizados para a construção de algo, e precisam de tempo e continuidade para alcançar seus eleitores.

Anúncios no Facebook funcionam como pedrinhas atiradas na água. É melhor atirar várias delas e fazer várias ondas do que apenas uma pedrona.

Afinal, quanto custa uma campanha para vereador?

Neste vídeo preparei um conteúdo que traz um custo médio de uma campanha para vereador, considerando custos como transporte, material impresso, publicidade, alimentação, e profissionais. Confira ⬇⬇⬇

 

“Ah, mas eu não tenho dinheiro nenhum, então o que devo fazer?”

É preciso entender que candidatura é coisa séria, é um trabalho que requer investimento. Se você não tem recurso nenhum, você tem duas opções: não se candidatar ou conseguir doações para sua campanha.

Fique de olho: contar com o dinheiro do fundo eleitoral para campanha de vereador não é bom negócio. Esta é a hora de planejar como arrecadar doações para sua campanha eleitoral, e começar, desde já, a coletar doações no período da pré-campanha, assim, quando chegar a eleição terá como dar os passos iniciais.

Dica para você que vai fazer campanha de vereador com pouco dinheiro

Pensando em candidatos que farão campanha praticamente sozinhos (sem equipe de comunicação) e sem dinheiro, desenvolvi um curso com 6 horas de duração em que faço o passo a passo para traçar uma campanha de vereador com chances de vitória. Um curso rápido, fácil e que você consegue assistir em qualquer lugar a qualquer hora.

Você vai aprender:
  • Como o eleitor pensa
  • Como transformar suas ideias e opiniões em argumentos para falar com seus eleitores
  • E o que fazer em cada fase – desde a pré-campanha até a o dia da eleição
  • Entre outras coisas

Conheça o melhor curso para campanha de vereador:

Curso online para campanha de vereador

Marcelo Vitorino

Marcelo Vitorino

Flipboard

Professor na ESPM e consultor de comunicação e marketing digital, reúne experiência no marketing corporativo, eleitoral, institucional e político. Costumo enviar conteúdos de comunicação e marketing político por WhatsApp. Caso queira receber, basta adicionar o meu número (61) 99815-6161 na sua lista de contatos e me mandar uma primeira mensagem com seu nome.

leia mais

Mais artigos do autor:

análise partidos e redes sociais - professor marcelo vitorino Leia mais

29 de março de 2019

Marcelo Vitorino

Análise de presença digital de 14 partidos brasileiros sobre o uso de sites, Facebook, Youtube, Instagram e Twitter, por Marcelo Vitorino

Impulsionamento campanhas eleitorais digitais - Marcelo Vitorino Leia mais

05 de março de 2018

Marcelo Vitorino

Este ano com a ascensão do marketing digital nas campanhas políticas, surgiram diversas dúvidas sobre impulsionamentos no Facebook, compra de palavras no Google. Descubra o que pode e não pode durante as campanhas eleitorais.

Artigos Relacionados:

Leia mais

18 de setembro de 2020

Avatar

Nesse encontro da Semana do Eleitor Conectado, especialistas discutem como engajar eleitores na campanha e no financiamento de recursos.

Leia mais

17 de setembro de 2020

Avatar

Para entender o interesse do eleitor sobre o candidato e a disposição para o voto em legenda, participe do evento gratuito realizado pela Presença Online.