Recolocação profissional usando a internet

Não é segredo para ninguém que a economia brasileira vai mal, muito mal. Demissões em massa já estão acontecendo e ninguém está livre da crise que se aproxima.

Mesmo quem está acostumado com seu emprego deve pensar se não é hora de mudar de área ou, no mínimo, ficar atento para oportunidades no mercado de trabalho.

Em que a internet pode ajudar você nesse momento? Em muita coisa!

Antigamente tínhamos que procurar agências de emprego ou anúncios publicados em jornais para chegarmos aonde as vagas estavam. Com o mundo digital tomando corpo, esse tempo cada vez fica mais distante.

Mesmo em cidades longe dos grandes centros, empresas procuram profissionais e oferecem suas vagas na internet. Muitas encurtam o processo seletivo por meio de provas e entrevistas feitas a distância.

O caminho das pedras não é dos mais fáceis. A primeira coisa que recomendo é que você abra um perfil em uma rede social chamada LinkedIn.

A plataforma é bem intuitiva e tem versão em português, portanto não será complicado entrar com suas informações.

Quando for fazer seu perfil sugiro que separe um tempo considerável, algo entre três e quatro horas. Lá tem espaço para você colocar o resumo das suas atividades, os projetos que esteve envolvido, a sua formação e informações que podem ajudar alguém a te chamar para uma entrevista.

Só não confunda o LinkedIn com o Facebook. O Linkedin é uma rede focada no ambiente corporativo. Sendo assim, nada de colocar foto de casal, nem informações que não tenham a ver com o seu trabalho.

Ter um perfil na rede é de graça, porém, se você quiser receber destaque para oportunidades, será preciso desembolsar alguns reais. Mas, não se preocupe, há vários planos, e o mais indicado para quem está a procura de emprego não custa mais do que cinquenta reais por mês.

Após o perfil pronto, adicione pessoas que já trabalharam com você. Ter uma boa rede de contatos é essencial para se reposicionar no mercado. Pesquise também por grupos profissionais que podem ser interessantes.

Cabe também fazer uma pesquisa de serviços que anunciam vagas. Na área da comunicação e tecnologia há o Trampos.co. Já o Infojobs.com.br e o vagas.com.br são mais abrangentes.

Mesmo que você não esteja precisando agora, recomendo se manter atualizado, é melhor consertar o telhado quando não está chovendo.

Marcelo Vitorino, Momento Conectado para a Rádio Boa Nova

Marcelo Vitorino

Marcelo Vitorino

Flipboard

Professor na ESPM e consultor de comunicação e marketing digital, reúne experiência no marketing corporativo, eleitoral, institucional e político. Costumo enviar conteúdos de comunicação e marketing político por WhatsApp. Caso queira receber, basta adicionar o meu número (61) 99815-6161 na sua lista de contatos e me mandar uma primeira mensagem com seu nome.

leia mais

Mais artigos do autor:

urna eletrônica Leia mais

28 de janeiro de 2016

Marcelo Vitorino

Com a reforma eleitoral, o que fará a diferença na próxima eleição é o entendimento que cada candidato tem das novas regras do jogo.

inbound marketing destaque facebook Leia mais

10 de janeiro de 2018

Marcelo Vitorino

Vitorino explica quais os cinco grandes pilares para que a comunicação de mandato tenha sucesso: informação, exposição, relacionamento, reputação e pesquisa

Artigos Relacionados:

Leia mais

16 de julho de 2020

Alfredo Freitas

A Lei garante a participação de todos na política, mas as mulheres continuam sendo minoria. O que muda com o fim das coligações proporcionais?

Como fiscalizar a distribuição dos 30% do Fundo Eleitoral para campanhas femininas? Leia mais

13 de julho de 2020

Tainã Gomes de Matos

Neste artigo, pretendo responder a pergunta: como fiscalizar a distribuição dos 30% do Fundo Eleitoral para campanhas femininas e sugerir ações propositivas